Propósito


A Formula Gamer é uma organização que acredita no entretenimento através de jogos.

Jogos estão presentes na humanidade desde os seus primórdios.

Derivados das brincadeiras (naturais até mesmo para os animais irracionais), são atividades estruturadas,  que  envolvem  diversão  e  podem  até  mesmo  ser  utilizados  para auxiliar no aprendizado de pessoas de todas as idades, com alto grau de sucesso.

O  que  difere  os  jogos  de  brincadeiras  são  características  que  envolvem objetivos,  desafios, regras e interatividade.

Contudo, não há uma definição  aceita universalmente para o que é um jogo.

O primeiro acadêmico a tentar definir a palavra “jogo” foi Ludwig Wittgenstein, em sua obra “Investigações Filosóficas”. Na mesma, demonstrava que elementos como brincadeiras, regras e competições falhavam em definir adequadamente o que são, de fato, jogos. Concluiu, então, que o conceito de “jogo” não pode ser expresso por nenhuma definição única, mas que o mesmo tem de ser visto como uma série de definições que englobam semelhanças entre si.

Posteriormente, Roger Caillois,  sociólogo francês, definia que “jogo” é uma atividade  que  precisa  possuir  as  seguintes  características:  diversão,  incerteza, governada por regras, fictícia e não-produtiva – a atividade é definida em um tempo e lugar, seu resultado é incerto e é acompanhada pela ciência dos participantes que se passa numa realidade alternativa.

Uma definição mais moderna foi dada pelo designer de jogos eletrônicos Chris Crawford, que envolvia uma série de dicotomias:

- Se é interativa, uma peça de entretenimento é o que o autor chama de”plaything” : algo com o que se diverte. Livros e filmes, por exemplo, são não interativos.

Se não há objetivos associados a uma “plaything”, a mesma é um brinquedo.

Um brinquedo pode se tornar parte de um jogo caso quem brinca adicione regras e, além disso, exemplos de jogos de computador como The Sims e SimCity não são jogos, já que envolvem simulações “sem fim” (fim aqui sendo usado como “propósito final” e “término” ao mesmo tempo);

Caso a “plaything” tenha objetivos, é um desafio. Se o desafio não possui agentes ativos com quem se compete, é um puzzle (quebra-cabeças). Se há pelo menos um, é um conflito.

Se um jogador pode se sair melhor que o oponente, mas não atacar ou interferir com sua performance, o conflito é uma competição. No entanto, se ataques são permitidos, o conflito é qualificado como jogo.

Em suma, para Chris Crawford, um jogo é uma atividade interativa, com fins definidos, com agentes ativos como oponentes, onde jogadores podem interferir entre si.

Sendo assim a Formula Gamer pratica o entretenimento com base em jogos de corridas virtuais através de um simulador promovendo campeonatos nos quais são aplicadas regras pré-estabelecidas, sendo disputado por equipes homologadas fazendo do automobilismo virtual um jogo com desafios e metas praticado por agentes ativos denominados pilotos.

Venha viver esta emoção!

0 comentários :